Publicado em 05/09/2017 por Solange Argenta

Fiocruz PE e Nesc em festa hoje

67 anos Fiocruz PE- homenagemAs comemorações dos 67 anos do Instituto Aggeu Magalhães (IAM), unidade da Fiocruz em Pernambuco, e dos 30 anos do Departamento de Saúde Coletiva da instituição (Nesc), foram realizadas nesta terça-feira (05/09), em clima de confraternização entre os profissionais da instituição, alunos e convidados. Iniciadas com um café da manhã regional na quadra de esportes, as festividades prosseguiram às 10h, no Auditório Frederico Simões Barbosa, com uma cerimônia em homenagem aos servidores que se aposentaram no período entre 2013 a 2017. Foram reconhecidos também os servidores ativos que completaram 30 anos de serviços prestados à Fiocruz em 2017. Estes receberam uma placa de agradecimento da Presidência da Fundação.

A homenagem aos 30 anos do Nesc foi iniciada com a exibição de um vídeo com imagens da inauguração do então denominado Núcleo de Estudos de Saúde Coletiva (Nesc). A produção resgatou trechos dos discursos proferidos pelo então presidente da Fiocruz, Sérgio Arouca, pelo diretor da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz) na época, Frederico Simões Barbosa, além do diretor da Fundação Sesp, Ruy Pereira; o reitor da Fesp (hoje Universidade de Pernambuco) Othon Bastos e o secretário estadual de Saúde daquele período, Cyro Andrade Lima. Em sua fala, Arouca destacou a intenção de inaugurar com o Nesc uma escola de alto nível em termos de pesquisas, mas ao mesmo tempo comprometida com a realidade social.

67 anos Fiocruz PE- mesa redondaO filme preparou a plateia para a mesa redonda sobre “Origens do Nesc e seus 30 anos de atuação”, que reuniu o secretário executivo da UNA-SUS Francisco Campos e os ex-diretores da Fiocruz PE Eduardo Freese e André Furtado. Freese abordou a trajetória da criação do Nesc, do qual foi um dos mentores, como um processo coletivo. Falou também sobre as conquistas realizadas pelo departamento e apontou os desafios a serem enfrentados, como a ampliação da articulação para pesquisa entre os diferentes departamentos do IAM e com outras unidades da Fiocruz.

Francisco Campos lembrou o movimento da Reforma Sanitária, mostrando o Brasil como um dos primeiros países pobres a se inspirar no Estado de Bem Estar Social e tomar uma decisão política por ter a saúde como “direito de todos e dever do Estado”. O palestrante fez o contraponto com o momento atual, de apatia da sociedade, que hoje não se manifesta em defesa de uma coisa que era tão consensual - “a saúde como direito de todos”.

O evento contou com a participação da presidente da Fiocruz Nísia Trindade, do diretor do IAM, Sinval Brandão Filho, da ex-diretora Eridan Coutinho, autoridades e ex-funcionários. Na abertura, Nísia Trindade ressaltou a importância da integração entre as diferentes unidades da Fundação, diante da conjuntura atual de corte de recursos. Brandão filho lembrou o fato do IAM ser a unidade mais antiga fora de Manguinhos. “Temos orgulho de fazer parte de uma instituição que tanto contribuiu para a melhor compreensão dos problemas de saúde pública aqui na nossa região”, declarou.

67 anos Fiocruz PE- dançaO coral Vozes da Fiocruz Pernambuco encerrou as comemorações, ao som de um frevo pernambucano, que transformou o auditório num grande salão.

Confira mais fotos no www.flickr.com/photos/fiocruz-pe/

 

sinema izle film izle swefilm Putlocker

canlı bahisbahis siteleri